Radar da Pneumologia

Asma pode interferir na fertilidade feminina

Fevereiro 22, 2016 • Por

dreamstime_mulher_gravida_22-02-16

Um estudo da European Lung Foundation (ELF) informou que a asma crônica tem efeito direto e negativo na fertilidade das mulheres e no tempo até conseguir engravidar.

Segundo a autora do estudo, Elisabeth Jull Gade, a idade da mulher também interfere na fertilidade. Contudo, a asma reduz ainda mais a capacidade de engravidar.

Após analisarem 245 mulheres inférteis por causa desconhecida, os pesquisadores liderados por Gade constataram que 96 das participantes tinham asma. Para confirmar o verdadeiro impacto da doença na capacidade de engravidar, eles submeteram todas a tratamentos de fertilidade.

A conclusão, publicada no European Respiratory Journal, esclareceu que o tempo médio para que essas mulheres conseguissem engravidar foi de 55,6 meses, enquanto as mulheres inférteis que não tinham asma demoraram cerca de 32,2 meses. O estudo notou, ainda, que a taxa de sucesso dos tratamentos de fertilidade foi bem menor nas mulheres com asma, tendo obtido apenas 39,9% de sucesso.

Fontes: Notícias ao Minuto – Portugal e European Respiratory Journal.