SBPT na mídia

SBPT reúne ações de divulgação do Dia Mundial Sem Tabaco

junho 7, 2017 • Por

ricardomeirellespneumo

Pneumologistas esclareceram questões importantes sobre tabagismo nas emissoras de rádio e televisão de todo o país.

São Paulo – Dr. Ciro Kirchenchtejn

O Dr. Ciro Kirchenchtejn concedeu entrevista aos programas Repórter São Paulo, da TV Brasil, e ao jornal SBT Brasil, do SBT.

No Repórter São Paulo, o pneumologista discorreu sobre os atrasos sociais e ambientais provocados pelo tabagismo e indústria do tabaco, tais como a morte e aposentadoria precoce dos trabalhadores, gastos elevados com previdência e saúde, além contaminação do solo e da água, trabalho infantil, entre outros malefícios.

O Dr. Ciro falou também sobre as medidas que contribuíram para reduzir a quantidade de fumantes no Brasil.

Confira os detalhes na entrevista completa.

cirosbpt

A participação do Dr. Ciro no SBT foi mais breve, mas igualmente importante. Em reportagem sobre o fumo passivo, o pneumologista alertou para o fato de que a criança que cresce em ambiente com fumantes é mais propensa a desenvolver asma, otite e rinite, por exemplo.

Assista à matéria completa.

Rio de Janeiro – Dr. Ricardo Meirelles

No Rio de Janeiro, o especialista que concedeu a maior parte das entrevistas foi o Dr. Ricardo Meirelles, atual membro da Comissão Científica de Tabagismo da SBPT. O pneumologista falou às rádios EBC e Catedral e ao jornal Extra.

O programa de rádio Sintonia Nacional, da Empresa Brasil de Comunicação, dedicou mais de 15 minutos à entrevista com o Dr. Meirelles. Logo no início do bate-papo, o pneumologista enfatizou o alarmante índice de 6 milhões de mortes por ano no mundo em decorrência do tabagismo. Ele aproveitou para ressaltar que se trata de uma doença que tem relação com a dependência química de nicotina e dependência psicológica.

O Dr. Ricardo Meirelles explicou, ainda, como se dá a ação da nicotina no cérebro, falou do tratamento para quem quer parar de fumar, entre muitos outros assuntos.

Ouça a entrevista na íntegra aqui.  

Na rádio Catedral, o Dr. Meirelles marcou presença no programa “Em Dia Com A Notícia”. Ele falou sobre as principais doenças tabaco-relacionadas, além de tabagismo secundário (passivo) e terciário, que acontece quando as substâncias tóxicas da fumaça do cigarro se depositam no chão, móveis e objetos e que, pelas reações químicas com a poeira doméstica, se transformam em partículas cancerígenas.

Mais uma vez, o médico falou sobre o tratamento para o vício em nicotina, estimulando aqueles que querem parar de fumar a aproveitar o Dia Mundial Sem Tabaco para tomar a iniciativa.

Dê o play para ouvir as informações:

Já no portal do Extra, o Dr. Ricardo Meirelles teve a oportunidade de interagir com os internautas ao vivo e esclarecer algumas dúvidas sobre o consumo de tabaco em mais de meia hora dedicada ao assunto.

Vídeo Extra (no Facebook)

Brasília – Dr. Alberto José de Araújo

No programa Cotidiano, da rádio EBC de Brasília, o Dr. Alberto Araújo falou ao vivo sobre a importância do Dia Mundial Sem Tabaco para a saúde pública, sobre as políticas de controle do tabagismo no Brasil e riscos socioeconômicos do tabagismo.

O Dr. Alberto incentivou os fumantes a pararem de fumar, ressaltando que logo nas primeiras 8 horas de abstinência, as funções respiratórias e circulatórias do organismo já se normalizam e os riscos de contrair doenças começam a diminuir.

Confira estes e outros dados muito bem detalhados pelo Dr. Alberto, ouça aqui.

Além destas entrevistas, outros pneumologistas tiveram espaço nas mídias dos demais estados brasileiros. A Dra. Fernanda Miranda, Diretora de Comunicação da SBPT, pôde falar diretamente aos jovens em entrevista na rádio da Universidade Federal de Goiás e também na emissora afiliada à TV Cultura em Goiânia.

Enfim, concluímos que os esforços da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia ajudaram a compor um Dia Mundial Sem Tabaco muito produtivo e engrandecedor, porque cumpriu a missão de levar mais informação à população brasileira, e também incentivador, no sentido de mostrar os caminhos para os que querem abandonar o vício e viver com mais qualidade.