Institucional

Dia Nacional de Combate ao Fumo é a oportunidade de conscientizar a população sobre os riscos do tabagismo

setembro 1, 2017 • Por

Profissionais da saúde aproveitaram a data para oferecer serviços e dialogar com a comunidade. Os especialistas se mobilizaram para atender o público, apresentar os projetos de ajuda para deixar de fumar e conceder informações científicas sobre tabagismo na mídia. Confira as ações em cada estado.

Fortaleza (CE)

A Dra. Maria da Penha Uchoa, Presidente da Comissão de Tabagismo da SBPT, detalhou as atividades do Programa de Controle do Tabagismo do Hospital de Messejana (PCT-HM), divulgadas também pelo jornal Diário do Nordeste:

  • Palestra sobre o ‘Cuidado de si: A transformação do ser durante o processo de parar de fumar’ (Dr Jorge Montenegro, acupunturista);
  • Atendimento de pacientes em tratamento para deixar de fumar: equipe PCT-HM (Dra. Penha Uchoa, Irenilza Oliveira) e Tratbem (Isabele Assunção);
  • Medida de CO e aconselhamento com farmacêuticos dos pacientes em atendimento no programa (Paulo Andrei Firmino e João Correia);
  • Triagem médica para avaliação do fumante (residentes de Pneumologia: Drs. Talita Maciel, Manuella Meireles e George Dantas);
  • Técnicas de respiração da medicina tradicional chinesa para controle da ansiedade no processo de parar de fumar (Edmar Carvalho, fisioterapeuta);
  • Medidas de PI e PE máximas e espirometria (alunos de fisioterapia da UFC e Profa. Daniela Gardano);
  • Entrega de certificados de ex-fumante: equipe PCT-HM (Dras. Tania Brigido e Ana Dantas).


Maceió (AL)

Na orla de Ponta Verde, médicos, enfermeiros, farmacêutico e educadora física se reuniram em uma tenda com exposição de banners e cartazes para oferecer orientações, exames e atendimento ao público.

“Fizemos o questionário do grau de dependência (Teste de Fargerströn), medimos a cintura abdominal, realizamos aferição de peso, altura e pressão arterial de 88 pessoas que passavam pela orla”, relata o Dr. Fernando Antonio Mendonça Guimarães, vice-presidente da Sociedade Alagoana de Pneumologia e Doenças do Tórax e professor na Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Os profissionais da saúde também recepcionaram 60 novos pacientes inscritos no tratamento do Programa de Controle do Tabagismo do HUPAA-UFAL e disponibilizaram 12 vagas para os trabalhadores do Hospital Universitário e campus da UFAL.

A ação é fruto da parceria do Hospital com a Secretaria Municipal da Saúde.


A Dra. Penha falou sobre as alternativas de consumo da nicotina, que mascaram os perigos causados pelo dependência do fumo, em uma extensa reportagem para o portal iG.

Clique aqui e leia a matéria completa.

A pneumologista também defendeu a posição dos profissionais da saúde a respeito do assunto nas Rádios CBN e EBC de Brasília.

O Dr. Carlos Viegas, também representante do Fórum de Tabagismo da SBPT, enfatizou a trajetória brasileira de redução do fumo e a favor da saúde em entrevista à EBC.

Belo Horizonte (MG)

O Dr. David Koza, Presidente da Sociedade Mineira de Pneumologia e Cirurgia Torácica (SMPCT) teve a oportunidade de abordar assuntos essenciais à data em entrevista à Rede Globo.

Ele falou sobre fumo passivo, explicou algumas das principais consequências do consumo de cigarro: doença cardiovascular (infarto, AVC), neoplasias (câncer de boca, laringe, pulmão, etc.), DPOC (bronquite crônica e enfisema pulmonar), etc., e esclareceu a posição totalmente contrária dos pneumologistas com relação ao narguilé.

Ele finalizou concedendo dicas para parar de fumar: mudar ritmo de vida, fazer atividade física, terapia cognitivo-comportamental e medicamentos.

Clique na imagem para assistir.


Cuiabá (MT)

Em Cuiabá, o “Bom Dia MT” da Rede Globo enfatizou o esforço de quem quer parar de fumar e mostrou um dos caminhos possíveis: o tratamento oferecido pela rede pública de saúde.

Mais de 40% dos fumantes do Mato Grosso estão procurando métodos para parar de fumar, e o “Programa de Controle do Tabagismo de Cuiabá” já atendeu mais de 300 pessoas.

“O fumante tem dez vezes mais chances de ter infarto agudo do miocárdio e Acidente Vascular Cerebral (AVC)”, alertou a pneumologista Dra. Ayrdes Pivetta na reportagem.

Confira a matéria.


João Pessoa (PB)

O pneumologista Dr. Sebastião de Oliveira Costa, da Sociedade Paraibana de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), contribuiu com a difusão de informações no Dia Nacional de Combate ao Fumo em palestra na Câmara de João Pessoa.

Ele também escreveu o artigo “O Tabagismo em Queda Livre” para o site da Unimed João Pessoa, falando sobre o advocacy local, ações educativas e de conscientização promovidas pelo Comitê de Controle de Tabagismo da Associação Médica da Paraíba.


Porto Alegre (RS)

O médico pneumologista da Santa Casa de Porto Alegre, Dr. Luiz Carlos Corrêa da Silva, que também foi Presidente da SBPT (biênio 2000-2002), divulgou no jornal Zero Hora informações essenciais para entendermos como o Brasil pode continuar avançando no controle e extinção do tabagismo.

Leia o artigo completo.


São Paulo (SP)

Na TV da Câmara Legislativa de São Paulo (TV Alesp), o Dr. Gustavo Faibischew Prado, Presidente da Comissão de Câncer de Pulmão da SBPT, também teve a oportunidade de derrubar os mitos propagados pelas indústrias do cigarro. “De maneira alguma o cigarro aquecido, o cigarro eletrônico e o narguilé são produtos seguros”, alertou.

O Dr. Gustavo explica que a realidade social brasileira é muito distinta do contexto da Inglaterra, por exemplo, onde é necessário se pensar em medidas de transição do consumo do tabaco para diminuir o número de fumantes. Aqui, esses novos dispositivos ameaçam a trajetória já bem-sucedida de diminuição do tabagismo, trilhada nos últimos 30 anos.

“A introdução desses produtos no Brasil serviria como atrativo para crianças e adolescentes começarem a fumar, como aconteceu na América do Norte. A questão prática da redução de danos precisa ser estudada dentro de cada cenário”, enfatizou.


O Dr. Ciro Kirchenchtejn também representou a SBPT nas ações de conscientização deste ano. Ele falou às Rádios Gazeta e Bandeirantes, sempre destacando os perigos de se tornar um dependente da nicotina.


Goiânia (GO)

A Dra. Fernanda Miranda, Diretora de Comunicação da SBPT, esclareceu dúvidas frequentes sobre tabagismo e doenças relacionadas ao fumo em participação ao vivo no Facebook do Jornal O Popular.

A pneumologista surpreendeu o repórter quando mencionou a maior incidência de câncer de bexiga entre os fumantes, além de todos os cânceres de boca, garganta, pulmão, estômago. A nicotina e outras mais de 4.700 substâncias tóxicas afetam o organismo como um todo de forma negativa.

Clique para assistir à edição completa no Facebook

A Diretora de Comunicação da SBPT também alertou sobre as doenças provocadas pelo fumo na rádio CBN de Goiânia. O assunto também foi abordado pelo Dr. Marcelo Rabahi que, em entrevista à CBN, mencionou a relação entre o tabagismo e o câncer de mama.