SBPT na mídia

Cigarro pode matar até 1 bilhão de pessoas no século XXI, alerta OMS

junho 19, 2018 • Por


Segundo a OMS, o tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo, responsável por 1 a cada 10 óbitos. O pneumologista Dr. Ciro Kirchenchtejn falou sobre os riscos do cigarro e os benefícios de parar de fumar em entrevista para o Jornal da Vida, da Rede Vida.

Assista à entrevista completa:

No Brasil o cigarro gera 35 mil mortes por infarto e doenças cardíacas por ano, cerca 11 mil óbitos por AVC, 477 mil internações e 59 mil hospitalizações. Os gastos com tratamentos relacionados às doenças causadas por causa do tabagismo chegam a R$ 56 bilhões por ano no Brasil.

O pneumologista especialista da SBPT, Dr. Ciro Kirchenchtejn, explicou à reportagem que a fumaça tragada têm cerca de 5 mil substâncias tóxicas que entram na corrente sanguínea, causando também danos na língua, garganta e pulmões, levando às doenças que mais matam no ocidente, como infarto, derrame, diversos tipos de câncer, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e aneurisma de aorta, para citar algumas.

O especialista ressaltou, ainda, que os benefícios ao parar de fumar são inúmeros: ganha-se mais tempo e qualidade de vida, economiza-se dinheiro e não se faz mal a si próprio e ao meio ambiente, sendo um benefício não só individual, mas para toda a sociedade.

Para reduzir a incidência das doenças e combater o tabagismo, o país tem tomado uma série de medidas públicas. Há 20 anos, 40% da população brasileira era fumante. Hoje, o índice já caiu para 10%.