Radar da Pneumologia

Trabalho noturno está associado ao risco de doenças

agosto 9, 2018 • Por


Um estudo publicado no European Journal of Preventive Cardiology comprova a relação de causa e efeito entre doenças cardiovasculares, morbidade e fatalidade com o trabalho noturno. Até 20% dos profissionais da área da saúde. Por isso, o alerta a quem trabalha em plantões no período da noite.

A pesquisa foi feita ao longo do ano de 2017 e levantou alguns aspectos, como a progressividade do trabalho e a intensidade do exercício de diferentes funções, de modo a contar com fatores fixos e aleatórios.  O resultado foi considerado homogêneo: em 5 anos de trabalho noturno, agrava-se em 33,2% o risco de doença cardiovascular, 21,7% de morbidade por doença cardiovascular e 38,5% de mortalidade por doença cardiovascular, respectivamente.

Os pesquisadores concluem que os dados poderiam influir nas recomendações das diretrizes referente aos horários e salubridade em diferentes turnos. No Brasil, o trabalhador noturno de perímetros urbanos deve receber 20% a mais da hora trabalhada no período diurno, e deve ser rubricado separadamente, além da jornada de trabalho ser reduzida para 7 horas e 52 minutos diários.

Fonte: European Journal of Preventive Cardiology: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29929393